terça-feira, 17 de setembro de 2013

Campeonato Brasileiro Feminino

Emily Lima é a primeira treinadora mulher de uma Seleção Brasileira. Hoje está em Assunção, no Paraguai, em sua primeira competição oficial: o Sul-Americano Sub-17 Feminino.

Ontem, no lançamento do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino, a coordenadora da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República, Bia Gregory, ressaltou a importância de se ter uma técnica mulher na equipe nacional, a primeira, o que configura também uma vitória para todas as mulheres brasileiras envolvidas na modalidade. 

- É uma honra ser a primeira treinadora de Seleção, mas também é uma grande responsabilidade e estamos aqui trabalhando duro para levar o título sul- americano para casa - disse Emily.

A técnica da Sub-17 acredita que a criação do campeonato é um grande passo que a CBF dá - e que se junta à Copa do Brasil, promovida há oito anos pela entidade -  visando ao crescimento e desenvolvimento do futebol feminino no Brasil. Além disso, a competição será mais uma oportunidade de observar jogadoras que poderão vestir a camisa da Seleção Brasileira.

- Para o Márcio, técnico da equipe principal, o Brasileirão será muito bom, pois ele assistirá aos jogos e conhecerá novas meninas que ainda não estiveram na Seleção.
Outro ponto destacado por Emily é a divulgação não só do Campeonato Brasileiro, mas principalmente do futebol feminino. Com as partidas sendo transmitidas pela TV, os telespectadores terão mais acesso às informações da modalidade.
- Muitas vezes as pessoas não sabem que há uma competição de futebol feminino, agora com os jogos sendo transmitidos, ficará mais fácil de elas terem essas informações.